sexta-feira, 23 de outubro de 2009

P-47 Thunderbolt na praça.


Curitiba tem uma verdadeira raridade exposta em praça pública. O P-47 Thunderbolt da praça do Museu do Expedicionário é uma relíquia que já recebeu propostas de vários lugares do mundo, mas continua lá, pois é um patrimônio da cidade.

O autor da façanha foi o Sr. Eronides Cruz, veterano do 1.º Grupo de Aviação de Caça que na década de 60 descobriu a existência de dois aviões P-47D no Bacacheri e colocou na cabeça que um deles, o que estava inteiro, deveria ser colocado como enfeite em frente a Casa do Expedicionário. Como quem participa de uma guerra o veterano foi atrás e conseguiu não só a autorização da aeronáutica como também uma parceria para a construção da base onde ele se encontra até hoje, em posição de voo, e o transporte.

O ótimo estado de conservação, apesar da atitude de alguns vândalos, fez com que o caça recebesse um série de ofertas de compra, chegando a centenas de milhares de dólares, mas nada foi capaz de tirar a aeronave de lá. “Amigos meus às vezes vêm fazer algum comentário e dizem ‘o seu avião isso, o seu avião aquilo’. Meu coisa nenhuma. Não é meu, não é da Legião, agora ele é dos curitibanos” disse o veterano.

Outra curiosidade sobre esse avião é que ele teria sido pilotado por Alberto Martins Torres, avô do ator Jonas Torres que na década de oitenta fazia o papel do Bacana na Armação Ilimitada.

Quem quiser saber mais sobre o avião e essa história pode acessar o site da Gazeta do Povo e ler a matéria que eles fizeram a alguns dias.

http://portal.rpc.com.br/gazetadopovo/vidaecidadania/conteudo.phtml?tl=1&id=934816&tit=O-sobrevivente-da-praca

Um comentário:

glauber gorski disse...

A foto é sua? Merece crédito, tá bonita na diagramação.