sábado, 30 de maio de 2009

Como andar de ônibus em Curitiba

Uma das coisas mais complicadas quando você viaja para uma cidade desconhecida é saber como vai se deslocar. Pensando nisso estou fazendo esse resumão com dicas e informações sobre o transporte coletivo de Curitiba.


Começo esse post com uma dica especial. Caso queira pesquisar rotas dos ônibus, clique em  http://urbs-web.curitiba.pr.gov.br/, mas o acesso deverá ser feito pelo Internet Explorer, pois não funciona direito pelo Mozila.


Uma vez paga a passagem você poderá fazer conexões (explicarei os tipos de ônibus daqui a pouco. Isso ajudará a entender mais sobre conexões), desde que desça em um terminal ou em uma estação tubo que tenha outras linhas passando por ela, dessa forma você poderá subir em quantos ônibus queira. Caso desça na rua, para subir em outro ônibus terá que pagar uma nova passagem.

A passagem está em R$ 2,60 (reajustada em março de 2012). Existe também a passagem de R$ 1,00 válida somente para os domingos. Pessoas com mais de sessenta anos são isentos e estudantes de baixa renda cadastrados contam com o passe escolar e pagam 50% do valor da tarifa. Para os moradores de Curitiba existe a possibilidade do cartão cidadão, um cartão pré-pago que libera as catracas. Confesso que não entendo o motivo pelo qual a prefeitura não comercializa cartões como esse em larga escala, ou seja, o turista chega na cidade e compra um cartão com 10 passagem em uma banca de revista. Isso seria uma mão na roda de quem usa o sistema.



Desde junho de 2011 sou usuário do sistema de transporte (o post foi atualizado em março de 2012). Minha visão sobre o transporte de Curitiba é que não é o paraíso que o pessoal de fora imagina, mas também não é o caos que o curitibano prega.  Existem horários complicados para andar de ônibus. Na parte da manhã e no final da tarde o sistema fica sobrecarregado, os ônibus passam cheios e as estações tubo transbordam. Isso acontece em qualquer lugar do mundo, não apenas em Curitiba. O sistema dá conta de um determinado número de passageiros, passou desse número todos perdem conforto.

O sistema de transporte de Curitiba é composto por vários tipos de ônibus. Essa diferenciação acontece de acordo com a área geográfica, trajeto e finalidade dos ônibus e cada estilo é marcada por uma cor diferentes.

Expresso - São os ônibus vermelhos e andam apenas em canaletas exclusivas, param apenas em estações tubo e são a coluna vertebral do transporte urbano de Curitiba. O Expresso permite que o passageiro desça em uma estação ou terminal e embarque em outro ônibus sem a necessidade de pagar outra passagem.

Convencional - São os ônibus amarelos e como o próprio nome já diz são ônibus convencionais, como os que tem em qualquer cidade do mundo. Param nas ruas, o embarque é feito da calçada, não de tubos e chegam a todos os pontos da cidade. A cobrança é feita por embarque. Não existe possibilidade de troca de ônibus sem o pagamento de uma nova passagem.

Linha Direta ou Ligeirinho - São ônibus cinzas, que param em poucos pontos da cidade foi a modalidade que deu origem as estações tubo. É uma mistura entre o Expresso e o convencional.

Interbairros - Os ônibus verdes. Esses são ônibus convencionais que tem como característica o trajeto circular. É impossível você pegar um interbairros para ir ao centro da cidade. Suas 6 linhas são anéis que dividem o mapa de Curitiba como se fosse um alvo.

Alimentadores - São ônibus laranjas que fazem a ligação do bairro aos terminais. Também é impossível você chegar ao centro com esse tipo de ônibus. A troca de ônibus sem o pagamento de uma nova passagem só é possível quando feita nos terminais.

Micros - São micro ônibus brancos. Esses são os ônibus mais peculiares de Curitiba para quem mora aqui, pois é muito difícil conhecer alguém que use esse ônibus. Eles fazem pequenos trajetos no centro da cidade, tem tarifa diferenciada e não tem bancos, apenas barras almofadadas que as pessoas podem se encostar. Ele é muito útil para quem quer ir de um ponto a outro do centro em dias de chuva, por exemplo.

Linhas especiais - A alguns anos começaram a operar em Curitiba duas linhas especiais. A linha turismo com jardineiras que rodam os principais pontos turísticos da cidade e o Inter hospitais que ligam os principais hospitais da cidade.

Uma peculiaridade do transporte de Curitiba é que todos os ônibus são identificados por um código composto por duas letras e três números. Isso pouca gente sabe, mas a primeira letra identifica a empresa.

A - Marechal;
B - Glória;
C - Luz;
D - Cristo Rei;
E - Nsa. Sra do Carmo;
F - Urbs (atualmente a Urbs não tem mais ônibus próprios, mas até os anos 90 eles tinham alguns expressos;
G - Cidade Sorriso;
H - Redentos;
J - Água Verde;
L - Viação Curitiba;
M - Mercês.

A segunda letra identifica o tipo de ônibus.

A - Alimentador;
B - Interbairros;
C - Convencional;
D - Biarticulado;
L - Ligeirinho;
H - Interhospitais;
N - Micros;
T - Turismo.

3 comentários:

Giovanna disse...

Não consigo entender porque a prefeitura não usa o Mozilla. Vários dos serviços do governo do Estado só funcionam com o Mozilla.

Anônimo disse...

Estou na Rua Brigadeiro Franco entre Rua Kennedy e Chile, preciso ir até o bairro São Francisco, na Rua Portugal ao lado de Juizado de pequenas causas, como faço?
Depois de lá preciso ir até Campina da Siqueira, tem como me ajudar?

Anônimo disse...

Verifiquem o site http://www.onibusdecuritiba.com.br/
Tem ate aplicativo para Android para verificacao de horarios de onibus e itinerarios ;-)