quarta-feira, 27 de maio de 2009

Roteiro Turístico

Parque Barigui – Principal parque da cidade é muito movimentado aos domingos e nas manhãs de sábado, quando os boêmios de plantão vão ver os atletas de fim de semana correr. Recomendo que façam uma visita, pois seria como ir ao Rio e não pegar uma praia.

No Barigui também fica o Museu do Automóvel. Se gostar de carros terá uma diversão e tanto.

http://latitude2525s.blogspot.com/2009/03/parques-de-curitiba.html

Ópera de Arame / Pedreira – O lugar é muito bonito e fica numa região muito bonita. A Ópera de Arame é um teatro de médio porte construído totalmente em metal e cravado em uma antiga pedreira. Certamente você já viu fotos do local e vale uma passada rápida. Junto ao Ópera e no restante da área da pedreira foi feito um espaço para shows com capacidade para umas 80 mil pessoas, porém o lugar atrapalhava o sossego dos moradores e os shows estão proibidos, mas a visita é aberta. Ambas as obras foram feitas pelo prefeito Jaime Lerner.

Museu Oscar Niemayer (museu do olho) – Mais uma obra do Lerner, mas essa enquanto ele era governador. O museu é uma homenagem ao Oscar Niemayer, foi projetado por ele e leva seu nome. Alem de muito bonito ele fica na região do Centro Cívico, sede do governo estadual e municipal e também vale a pena uma passada rápida para fotos e para conferir o olho com os próprios olhos. Se tiver tempo sobrando e quiser ver as exposições pode consultar a programação no http://www.pr.gov.br/mon/

Jd. Botânico – Um bosque com uma estufa de plantas e um jardim inspirado no jardim de Luxemburgo em Paris. É um dos cartões postais de Curitiba e também recomendo. Advinha quem fez? Outro ponto interessante do Botânico é o Jardim das Sensações, para saber mais veja o vídeo http://tvig.ig.com.br/58354/jardim-das-sensacoes.htm

Teatro Guaira / UFPR Santos Andrade – Aqui são dois prédios muito bonitos e muito diferentes, um em frente ao outro. Duas construções que orgulham muito quem é daqui. O Guaira é o principal teatro do estado e um dos maiores do país e na sua frente, separados por uma longa praça está o prédio histórico da Universidade Federal do Paraná (primeira universidade do Brasil). O teatro tem linhas modernas enquanto a federal tem linhas clássicas. Na praça acontecem grandes mobilizações populares (reivindicações estudantis, era um ponto de encontro das manifestações do Fora Collor, greves e etc...) e logo atrás do prédio da federal inicia-se a “Boca Maldita” a primeira rua do Brasil transformada em calçadão com a proibição do transito de veículos.

Boca Maldita, Calçadão da XV ou Rua das Flores (É tudo a mesma coisa, mas com vários nomes diferentes) - Com a proibição do transito de veículos acabou virando uma enorme rua de comercio, porém entrou em decadência nos anos 90 devido ao abandono da prefeitura e acabou concentrando muitas lojas público C e D. Está passando por um processo de reestruturação pela atual gestão e começa a voltar aos velhos tempos. Acho que nada é mais curitibano que a Boca Maldita. Se tiverem alguns minutos vale a pena passear, tomar um café e talvez fazer algumas compras.

Praça Tiradentes – Onde tudo começou. Essa praça é o marco zero da cidade e recentemente foi restaurada. Acho que é um lugar mais interessante para quem é daqui do que para Turista, mas como ficará bem perto do hotel pode valer uma passadinha. A catadral da cidade também fica lá.
http://latitude2525s.blogspot.com/2009/03/praca-tiradentes.html

Paço Municipal – Antiga sede da prefeitura de Curitiba foi restaurada e será um interessante espaço cultural. Acho que é mais interessante para quem é daqui do que para Turistas, mas como fica ao lado da praça Tiradentes vale uma esticada para fotos.
http://latitude2525s.blogspot.com/2009/05/visita-ao-paco.html

Torre da Telepar – Construída pela então estatal de telefonia do estado essa torre permite uma vista panorâmica de Curitiba. Sua altura equivale a um prédio de 40 andares, se não me engano e é destino obrigatório.

Largo da Ordem – Um dos meus lugares preferidos, o Largo é a antiga cidade. Com um conjunto de casarões do século XVIII e uma calçada de paralelepípedos concentra uma grande quantidade de barzinhos, cafés, sebos, restaurantes, gente e outros tipos estranhos. Aqui também acontece feirinha Hippie e vcs precisam visitar, mas falaremos disso depois. Ótimo lugar para comprar livros e antiguidades. Também tem várias lojas de artesanato e coisas do tipo.

Santa Felicidade – O bairro italiano de Curitiba concentra uma quantidade enorme de restaurantes italianos e alguns de outros tipos. Acho que é um programa obrigatório para Turista, apesar de todo curitibano saber que não é o melhor lugar da cidade para comer. Recomendo o Novo Madalosso por ser o mais tradicional e estar no Guinnes Book como o segundo maior restaurante do mundo.

Arena do Atlético – Na minha opinião um ponto turístico mais importante que as pirâmides do Egito, Torre Eiffel, Pão de Açúcar e estátua da liberdade juntos. Se bem que nesse caso minha opinião não importa muito, pois sou atleticano. É o estádio mais moderno do Brasil, ou como diz a imprensa do eixo Rio-São Paulo “um dos mais modernos”, mas nunca citam quais são os outros. Pelo que vi você gosta muito de futebol e certamente vai gostar muito da Arena. Além de poder ser visitado por um custo de uns R$ 3,00 tem uma grande loja de materiais esportivos da Umbro e uma das melhores churrascarias da cidade, além do Prajá que é um tradicional bar ponto de encontro da torcida do Furação. No fim de semana que você estiver em Curitiba o Atlético jogará contra o Corinthians aqui. Como todas as cadeiras são reservadas aos sócios acho que será difícil conseguir ingresso, mas você pode tentar comprar de algum cambista ou ir à torcida visitante.
http://latitude2525s.blogspot.com/2009/04/um-bom-programa-para-quem-vem-curitiba.html

Bi-articulado – Esses são os principais ônibus de Curitiba. Eles ligam quase todos os lugares da cidade e andam por canaletas restritas que só eles podem andar. O embarque também é diferente, pois ele é feito por plataformas (estações tubo) para que as pessoas não percam tempo subindo as escadas do ônibus. Com isso o embarque/desembarque fica bem mais rápido. Não ia colocar isso como atração turística, mas depois que rolou por aqui um vídeo de uma turma do Rio rindo dos ônibus acho que virou atração. http://www.youtube.com/watch?v=Q1bjx3ld2pI&mode=related&search=

Linha Turismo.

Uma jardineira que liga os principais pontos turísticos da cidade. É a melhor forma de conhecer Curitiba, pois vc compra a passagem e ganha o direito a mais quatro reembarques.

A melhor forma de usar a linha turismo é descer apenas nos mais distantes do hotel ou naqueles que tem o acesso mais complicado e ir de ônibus convencional ou andando até os outros locais. Sugiro que converse com o pessoal do hotel em que estiver hospedado para que eles te ajudem nessa escolha.

Museu de história Natural de Curitiba - Um dos museus mais legais de Curitiba é bem pouco divulgado. No bairro do Capão da Imbuia existe o Bosque Capão da Imbuia e dentro dele fica o Museu de História Natural do Capão da Imbuia. Seu maior diferencial é que diferente do que acontece em outros museus em que as peças são expostas dentro de construções no MHNCI os animais são expostos no meio da mata, dando muito mais realizmo a exposição.
O bosque também é um parque, como quase tudo em Curitiba, e no capão encravado no meio de um bairro residencial existem 39.000 m² de Araucárias, Canelas e Imbuias é claro.
Vale a pena a visita. O endereço é rua Benedito Conceição, 407, o telefone é 41 3366-3133, fica aberto de terça a domingo e o acesso por ônibus pode ser feito descendo no terminal do Capão da Imbuia e andando umas duas quadras.

Outras opções e também o roteiro da linha turismo podem ser encontradas em http://www.viaje.curitiba.pr.gov.br/

Um comentário:

Marcelo Lisa disse...

Eu nunca fui em Curitiba mas o que mais gosto , pelo que vejo nas fotos, são os bosques e parques que homenageiam imigrantes principalmente o Ucraniano e o polonês. Também gosto da arquitetura da Ópera de Arame( apesar que acho que eu ficaria tonto se passasse naquela ponte, pelo que me relataram dela) e a estufa do Jardim Botânico. Gostaria também de visitar o Museu Oscar Niemayer e andar pelas ruas de Santa Felicidade. O que me atrai é este ar mais bucólico da cidade.Como gosto de fotografar , estes são locais que dariam belas fotos, no estilo das que gosto de tirar.