sábado, 16 de maio de 2009

O lixo em Curitiba.


Quem morava em Curitiba e tinha mais de cinco anos em 1988 certamente lembra da Família Folha. A criação serviu para conscientizar a cidade sobre a importância da reciclagem do lixo domiciliar e surtiu efeitos.

Após 21 anos Curitiba é referência nacional em reciclagem. Somos a cidade que tem o maior cobertura de coleta seletiva do Brasil, 99,3% das residências são atendidas pelo Lixo que não é Lixo e mensalmente são coletados 5,5 mil toneladas de lixo. Para se ter idéia de como a ação dos agentes de reciclagem em Curitiba são efetivos, em Porto Alegre são coletados por mês 1,13 mil toneladas (Poa é a segunda cidade que mais recicla no Brasil).

Outra solução que foi encontrada pela prefeitura para resolver o problema de cobertura no 0,7% das residências restantes é a troca de lixo por alimentos. Uma vez que essas casas se encontram em regiões carentes de difícil acesso, a prefeitura instalou postos de troca de lixo em que cada 5kg de lixo são trocados por 1kg de alimento.

Importante destacar que os bons números da reciclagem em Curitiba são méritos principalmente dos catadores de papel. Das 5,5 mil toneladas mensais, 3,5 mil são coletadas pelos catadores.

2 comentários:

Marcelo Lisa disse...

Achei interessante a iniciativa de se trocar lixo por alimentos porque assim, incentiva-se que famílias carentes queiram fazer o escambo. Acho que o que mais deu fama a Curitiba de ser uma Capital Ecológica foi justamente o fato de reciclar praticamente todo seu lixo e claro que a sua quantidade de áreas verdes por habitantes também contou pontos além de outras iniciativas posteriores no trânsito etc.

livia disse...

As inciativas no trânsito na verdade foram anteriores, implantadas a partir de 1974 com o sistema trinário de ruas e as canaletas exclusivas de ônibus. Em 1979 entrou em vigor a Rede Integrada de Transporte, onde pagando uma passagem você podia fazer conexão com diferentes ônibus. Em 1980 surgiram os primeiros ônibus articulados, em 1991 os ligeirinhos e estações tubo e em 1992 os biarticulados. O programa de reciclagem de Curitiba foi implantado por Lerner em 1989 em seu terceiro mandato na prefeitura de Curitiba.