terça-feira, 24 de março de 2009

Casas de madeira





Lendo um comentário do texto que o Alexandre postou sobre Curitiba percebi que algo que é muito comum para quem é daqui pode ser exótico para as pessoas de fora. Na verdade já conversei com outras pessoas de fora que se disseram admiradas pela mesmo motivo. Curitiba tem várias casas de madeira e isso não é tão comum em outros lugares.

Na verdade isso acontece devido a imigração européia do início do século XX. Os europeus tinham avançadas técnicas para construção de casas em madeira e encontraram nos pinherais uma enorme fonte de matéria prima, principalmente após a instalação das indústria madeireira no Paraná.

As serrarias apresentaram uma nova possibilidade de acabamento e assim surgem os lambrequins como forma de ornamento nos telhados. Os lambrequins são pequenas estruturas de madeira que inicialmente tinham a função de evitar que a água que caísse do telhado entrasse nas varandas das casas, porém os formatos artísticos dão a essas antigas construções um aspecto diferenciado, muito importante na composição da antiga paisagem curitiba.

Encontrei um site só sobre os lambrequins e uma das casas mais conservadas dessa época é aonde hoje está a sede do Iphan, na Rua José de Alencar, 1808.



http://www.lambrequim.net

3 comentários:

Giovanna disse...

Lembra-se quando o Fábio veio para cá? Uma das coisas que mais impressionou ele foram as casas de madeira. Engraçado. Minhas avós viveram a vida inteira em casas de madeira e eu nunca dei muito bola para elas.
Ah, tem a questão térmica também.

Patrícia Pirota disse...

Encontrei seu blog numa comunidade do orkut, e achei incrível.
Ganhou uma leitora constante...
o/

Marcelo Lisa disse...

Realmente casas de madeira não são comuns pelo menos em Minas Gerais , onde vivo.Aqui, no máximo, você verá algumas casas de campo de madeira porque acha-se para comprar casas pré-fabricadas que se pode montar do tamanho que quiser. Mas, nas cidades, predominam construções de alvenaria. Acho muito bonitas estas casas de madeira seja as que você pôs ilustrando o tema seja aquelas mais simples do Bosque do Papa. Certamente, para turistas, estas casinhas são uma atração à parte para serem fotografadas e levadas como lembrança do que é típico do Paraná.Engraçado que eu sempre me questionei como que um país que já foi todo coberto por florestas como a Mata Atlântica por exemplo, pode ter tão poucas casas de madeira a não ser no sul. Talvez Portugal não permitisse o corte indiscriminado a não ser pra si próprio e isto pode ter levado a se incentivar outros tipos e construção.